O curso objetiva preparar as Indústrias ou empresas equiparadas às indústrias e atacadistas.

Instrutor

Pedro Parreiras

Empreendedor Endeavor, Empreteco, Fundador da Nomus, Engenheiro de Produção pela UFRJ e Mestre em Engenharia de Produção pela COPPE, trabalha desde 2000 em projetos relacionados à gestão da produção, tendo tido contato direto em mais de 100 indústrias.

Características do Curso

Carga horária: 12 horas

Metodologia: Videoaulas e prova avaliativa on-line. Todos os módulos dispõem de apostilas em PDF.

Público Alvo: Trabalhadores da área contábil e fiscal, contadores, analistas fiscais, analistas de custos, profissionais de TI e demais profissionais envolvidos com controle de estoques, apuração de custos e escrituração fiscal digital, assim como aos clientes dos escritórios de contabilidade e seus funcionários já que na prática é no sistema do cliente que o livro deverá ser pré-elaborado antes do envio das informações aos escritórios contábeis.

Finalidade do Treinamento

Apresentar as principais características do Bloco K e orientar sobre a obrigatoriedade que se aplica aos estabelecimentos industriais ou a eles equiparados pela legislação federal e pelos atacadistas, podendo, a critério do Fisco, ser exigido de estabelecimento de contribuintes de outros setores.

 Ementa

Definições. Processos necessários para sua indústria se adequar ao Bloco K. Aumente sua produtividade e melhore sua gestão. Como calcular o impacto da produtividade no lucro de uma indústria.

Conteúdo Programático

1. Introdução

1.1 Importância do Bloco K para o cenário contábil e fiscal

1.2 Legislação e regras gerais

1.3 Resolução Comitê Gestor do Simples Nacional nº 94, de 29 de novembro de 2011

1.4 Ajustes SINIEF

1.5 Impacto na rotina dos contadores e escritórios contábeis.

2 – Definições

2.1 Bloco K

2.2 Sped

2.3 EFD

2.4 Prazo de entrega

2.5 Informações requeridas

2.6 Principais registros

2.7 Fisco X Estoque

2.8 Análise e Planejamento

3- Processos necessários para sua indústria se adequar
ao Bloco K

3.1 Cadastro de produtos

3.2 Cadastro de consumo específico

3.3 Registro de entradas e saídas

3.4 Separação de estoques por CNPJ

3.5 Criação de ordens de produção

3.6 Registro de quantidade consumida

3.7 Registro da quantidade produzida

3.8 Registro de outras produções

3.9 Controle de estoque confiável

3.10 Registro de movimentações internas

3.11 Utilização de sistema com PCP

4- Aumente sua produtividade e melhore sua gestão

4.1 Vantagens de investir na produtividade da indústria

4.2 Produtividade como saída para as empresas

4.3 Como aumentar a produtividade

5 – Como calcular o impacto da produtividade no lucro de uma indústria

5.1 Calculando a produtividade

5.2 Como ser mais produtivo